terça-feira, 11 de dezembro de 2012

A VIDA É UM SOPRO

Acompanho o trabalho de Oscar Niemeyer já alguns anos através de documentários, entrevistas em revistas e jornais e visitando algumas de sua obras. O que eu mais admiro neste homem é a sua visão simplista da vida, da profissão e como ele conseguia colocar a arte em todo o seu trabalho, a arte não como um sub produto ou para demonstrar simplesmente a sua paixão pela música, literatura e artes-plásticas e sim vindo a frente da sua arquitetura. Quando observo uma obra de Oscar Niemeyer primeiro vejo a arte: das mulheres dançando, do samba e das artes contemporâneas todas estas artes com os leves traços da vida e do seu olhar simplista.

Um comentário:

Letícia Pereira Macedo disse...

Amo essa carica, parece um monumento.